Resultados para 'Lu e Bilu'

Itens 1 para 9 de 24 total

por página
Página:
  1. 1
  2. 2
  3. 3

Lista  Tabela 

Definir decrescente direção
  • Violenta - Eduardo Ruiz

    Violenta

    Eduardo Ruiz é poeta, ator, diretor teatral e dramaturgo expoente da nova geração. Com o espetáculo Chorávamos Terra Ontem à Noite, encenado em 2009, sob direção de Lavínia Panunzio, foi indicado ao Prêmio Shell na categoria autor. O livro Violenta marca sua estreia literária e reúne parte da grande produção de poemas criados nos últimos dez anos e mostra toda a sua visceralidade poética, seja nos poemas em que o amor, a vida, a sexualidade e a morte são desenhados de maneira particularmente atordoante e original, seja em outros em que, na voz de personagens do povo, mostra como a simplicidade pode potencializar a expressão dos questionamentos humanos. Eduardo Ruiz conduz o leitor com poesias de estilo único a uma avalanche da qual não é possível sair indiferente, utilizando imagens e metáforas de “precisão cirúrgica”, como foram definidas pela crítica teatral Mariangela Alves de Lima, em crítica ao espetáculo Fiz Água Para Lavar Teu Rosto, em 2001.

    R$42,00
  • O outro lado

    O outro lado

    O outro lado traz o arco-íris, arco-celeste, arco da aliança, arco da chuva ou até mesmo arco da velha, nomes dados a esse fascinante fenômeno da natureza que sempre foi objeto de muitas lendas e histórias diferentes ao redor do mundo e se tornou símbolo do movimento LGBT. Há histórias fantásticas de como ele se origina: uns juram que é uma ponte entre o céu e a terra, outros afirmam que existe um pote de ouro esperando quem conseguir chegar ao seu final. Mas foi a curiosa lenda que afirma que se alguém passar por baixo do arco-íris sairá do outro lado com o gênero trocado que foi a inspiração para Clara Gavilan compor esse lindo livro de imagem sanfonado. Com aquarela e muita delicadeza, Clara criou uma obra que não tem fim, circular e encantadora, como o próprio arco-irís e a diversidade humana.

    R$44,00
  • Poemas e outros bichos

    Poemas e outros bichos

    APROVADO no PNLD 2018 LITERÁRIO. Os personagens de Poemas e outros bichos, esta coletânea sonora e bem-humorada da premiada dramaturga e diretora de teatro para crianças Cintia Alves, são inusitados. A lagarta, farta da vida de casulo, resolveu comprar um par de asas, o hipopótamo virou pop star ao usar sua habilidade inata, o gato caolho queria levar poesia às multidões, como Camões. Nessa brincadeira com rimas engraçadas, e outros tantos personagens, a autora revisita fábulas populares e homenageia grandes autores como Jorge Amado. André Monteiro, o Pato, ficou encarregado de ilustrar os poemas com suas imagens instigantes.

    R$34,00
  • O pinguim azul de Miguel

    O pinguim azul de Miguel

    O pinguim azul de Miguel apresenta de forma natural e sem conflitos alternativas aos estereótipos de gênero, além de outros aspectos da diversidade humana. O personagem Miguel é inspirado no filho da autora que, como ele, tem lindos e longos cabelos, e muitas vezes já foi confundido com uma garota. Os pequenos leitores vão descobrir com o relato do dia a dia do personagem que as pessoas podem ser naturalmente bem diferentes do que a gente é acostumado a ver e pensar. As coloridíssimas ilustrações de Mariana Belém dialogam intimamente com o texto para sublinhar a quebra dos estereótipos proposta.

    R$40,00
  • Capa Viva Ludovico

    Viva Ludovico

    Viva Ludovico conta a improvável história de um açougueiro, que mesmo com os nervos tão acostumados ao abate e à brutal carnificina, subitamente é tomado por sentimento sensível em relação à existência de um boi, e por ela passa a lutar visceralmente. A insólita saga do personagem, transformado repentinamente ao encarar um enorme animal pendurado, o conduz a um turbilhão de peripécias que levam o leitor a reflexões profundas sobre a relação homem/animal, sociedade e poder. A tocante convivência do açougueiro e do boi Ludovico transformará a vida da pacata Contagem das Uvas.

    R$46,00
  • As rugosidades do caos

    As rugosidades do caos

    Em As rugosidades do caos, Luis Dolhnikoff propõe uma poesia que encare de frente as complexidades e perplexidades do mundo urbano contemporâneo. O primeiro poema “da importância”, segundo Antonio Cícero, “já apresenta, em doses precisas, tanto rigor quanto liberdade [...] E ‘um poema’ propõe uma admirável arte poética à qual o livro inteiro corresponde”. As rugosidades do caos é uma obra que se abre “objetivista”, como concordam Aurora Bernardini e Antonio Cícero, e caminha passo a passo, ou poema a poema, para a áspera linguagem política — relativa à pólis, à cidade, à grande confusão contemporânea — de seus poemas finais.

    R$49,50
  • História de uma linha

    História de uma linha

    História de uma linha apresenta o intervalo de um dia na vida dessa irreverente personagem, a linha. Silvana Beraldo Massera aproveita as características desse elemento gráfico para explorar o impulso de ir para diferentes lugares, se incorporar a outros objetos, aparecer aqui e ali modificada, e também modificar tudo o que está ao seu redor. Para sustentar graficamente as peripécias da personagem, a autora contou com os desenhos de Silvia Amstalden. O resultado foi uma narrativa em que a linha aparece ao mesmo tempo contínua e modificada a cada virada de página. O projeto gráfico reforça a presença da linha, tanto na textura de tecido escolhida para revestir a capa dura, no momento de verticalização da ilustração, que leva o pequeno leitor a virar o livro para apreciá-la melhor, bem como nas "páginas-pôster" de 105 centímetros de comprimento, que apresentam a trajetória da personagem por um skyline. Vencedor do prêmio Miolo(s) (Ilustração) e selecionado para o Catálogo de Bolonha 2016.

    R$48,00
  • O labatruz e outras desventuras

    O labatruz e outras desventuras

    APROVADO no PNLD 2018 LITERÁRIO. O labatruz e outras desventuras foi o vencedor do 58o Prêmio Jabuti na categoria Juvenil. É uma trilogia de contos que abordam três das questões que mais afligem os seres humanos: solidão, frustração e finitude. Judith Nogueira escreveu esses contos, a princípio para crianças e adolescentes, sobre questões importantes de nossa existência, mas geralmente evitadas em uma tentativa talvez equivocada por parte dos adultos de poupá-los de sofrimento. A autora acredita que não oferecer ficção com esses temas aos indivíduos em formação aparentemente contribuiria para que o confronto com situações reais se tornasse ainda mais difícil. Em “O labatruz”, que é o primeiro conto e tem características de fábula, o personagem central acaba sendo exposto exaustivamente à solidão por não encontrar outro de sua espécie. É imediata a identificação com os questionamentos da adolescência, como a aceitação em um grupo e as dificuldades do início da vida amorosa. No segundo, “O construtor de navios”, o sentimento de frustração aparece no personagem que, a princípio, era bem-sucedido em todos os aspectos e possuía todos os bens materiais e afetivos de que necessitava. A última história, “O homem que fazia luz”, aborda poeticamente a finitude. Ao construir contos delicados com tais temas, Judith oferece uma leitura prazerosa que acaba por alcançar também os adultos.

    R$26,00
  • A cidade das sombras dançantes

    A cidade das sombras dançantes

    D. Eronquínea acordou com o maxilar inferior destroncado e a cabeça para os pés da cama. Esses dois fatos, somados, não eram bom presságio. Assim começa a história que se passa em Cidade Nova de Santa Lúcia dos Milagres. Conforme vamos conhecendo as peculiaridades da rica galeria de personagens — às vezes trágicos e reais, outras fantásticos e hilariantes — , passado e presente se fundem na narrativa, que aos poucos vai revelando os trágicos vaticínios pregressos. Mas qual infortunado personagem estará envolvido na próxima tragédia prenunciada por D. Eronquínea nessa cidade onde as sombras dançam ao sol do meio-dia?

    R$32,00

Itens 1 para 9 de 24 total

por página
Página:
  1. 1
  2. 2
  3. 3

Lista  Tabela 

Definir decrescente direção